Instalação (descomplicada) do ambiente Android no Ubuntu

Este post é voltado para os desenvolvedores que, como eu, enfrentaram ou enfrentam problemas na hora de instalar o ambiente Android no Ubuntu.

Os problemas encontrados são vários: SDK que não pode ser baixado corretamente, emulador que simplesmente não abre, ADT que não pode ser configurado etc.

Após algumas tentativas fracassadas de instalar um ambiente Android funcional em minha máquina de trabalho com Ubuntu 12.04, decidi começar do zero e resolver os muitos problemas que enfrentei anteriormente. O passo-a-passo que efetivamente funciona você vai encontar a seguir!

Peço comentários informando se esta solução funcionou para você ou se foi necessário realizar alguma configuração ou passo adicional!

  1. Em primeiro lugar, é necessário baixar o SDK completo do Android para Linux e na sequência descompactá-lo. Isso pode ser feito diretamente através do comando wget:
    wget http://dl.google.com/android/android-sdk_r20-linux.tgz && tar -xvf android-sdk_r20-linux.tgz
  2. Em seguida, adicione o caminho para o SDK no PATH do sistema:
    export PATH=${PATH}:~/android_dev/android-sdk-linux/tools:~/android_dev/android-sdk-linux/platform-tools
    Onde: android_dev pode ser qualquer pasta no seu sistema. Se for utilizar outro nome, por favor altere este diretório.
  3. Para que o sistema encontre o caminho para o SDK mesmo após a máquina ser reiniciada, informe ao bash onde está o SDK:
    echo -e ‘\nexport PATH=${PATH}:~/android_dev/android-sdk-linux/tools:~/android_dev/android-sdk-linux/platform-tools’ >> ~/.bashrc
    Lembrando novamente que se for criado um diretório diferente de android_dev em seu sistema, esse local deve ser modificado.
  4. Se estes passos forem seguidos corretamente, seu SDK já deverá responder ao comando android. Digite no terminal e veja se o Android SDK Manager é executado corretamente.
  5. Uma vez que o Android SDK Manager responde corretamente, é hora de instalar o Eclipse. Simplesmente o faça pelo aptitude, instalando a versão corrente do repositório do seu Ubuntu: sudo aptitude install eclipse
  6. Digite novamente no terminal o comando android ou então, no Eclipse, vá até Window/Android SDK Manager para instalar os SDKs para os quais você deseja desenvolver.
    Android-SDK-Manager-_002
  7. Caso esteja instalando versões novas, aceite os termos e aguarde o download e posterior término da instalação.
  8. Agora é hora de instalar o ADT – Android Developer Tools. Para isso, no Eclipse, vá até o menu Help/Install New software. Clique no botão Add para que possamos informar o item desejado. Na tela que será aberta, digite no nome algo que identifique estaá ação como ADT Plugin, por exemplo. Cole o seguinte link, que é o local padrão de instalação do ADT mais atual lançado pelo Google, para Eclipse: https://dl-ssl.google.com/android/eclipse/. Clique em OK.
    Resource-Eclipse-Platform-_005
  9. Será exibida uma caixa de diálogo contendo os itens disponíveis para serem instalados. Selecione NDK Plugins. Avance deixando o restante das opções padrão, aceite os termos de licença e clique em Finish.
  10. Quando a instalação for concluída, reinicie o Eclipse.

Logo após reiniciar o Eclipse, é necessário configurar o Plugin ADT, de forma que possamos criar emuladores de dispositivos Android realmente funcionais para cada versão do Android. Estes serão imprescindíveis para testar seus aplicativos criados no Eclipse. Lembrando que, para cada versão do Android determinados recursos estão (ou não) disponíveis, esse passo é fundamental.

  1. No Eclipse, vá até Window/Preferences e selecione a opção Android.
    config_adt
    No local chamado SDK Location selecione o local onde previamente descompactamos o SDK Linux, clicando no botão Browse. Uma vez apontado o caminho, clique em Apply para aplicar as alterações. Note que todas as versões para as quais você irá desenvolver são exibidas nesta tela. Caso você queira instalar novas versões, basta voltar até o SDK Manager e instalar outras versões.
  2. De posse do ADT configurado, vamos efetivamente criar os emuladores baseados nestas versões de Android instaladas pelo SDK. No Eclipse, vá até o menu Window/Android Virtual Device Manager (o famoso AVD). Nesta tela você poderá criar quantos emuladores desejar, para a mais diversas versões de Android. clique em New para criar um novo emulador. Selecione o nome, o tipo de dispositivo mais aproximado para o qual você irá desenvolver e lembre-se de um item importante: a memória do emulador.
    - Ponto 1: emuladores com menos de 50mb de memória simplesmente irão te ignorar e não vão abrir (no Windows as vezes abrem)
    - Ponto 2: o emulador se comporta MUITO MAL em máquinas lentas. Então invista em um computador decente para desenvolver para Android.
  3. Uma vez criado o emulador, clique em Start para iniciá-lo, apenas para testar se sua execução está correta. Se o emulador abrir corretamente o sistema operacional Android, fique feliz, tudo está funcionando!

Para testar qualquer aplicativo no emulador, é possível utilizar os Android Samples. Crie um novo projeto de exemplo do Android, clicando em File/New/Other/Android/Android Sample Project e clique em Next. Selecione a versão do Android que deseja (lembrando que o sistema irá procurar pelo emulador correspondente para testar este aplicativo). Clique em Next e selecione um dos diversos aplicativos de exemplo que o Android possui por padrão. Uma vez selecionado, clique em Finish e o execute no emulador! Se tudo sair como deve, o emulador correto irá abrir e o aplicativo de exemplo selecionado será executado!

Espero que estes passos resolvam o problema para usuários Linux que desenvolvem para Android. Agradecimentos ao meu instrutor de Android, Roberto Rodrigues Júnior, palmeirense roxo e que me disse a frase: “Configurar o ambiente Android no Linux é um saco!”.

3 thoughts on “Instalação (descomplicada) do ambiente Android no Ubuntu

  1. jonatas radons

    muito boa essa explicação , tentei uma vez a muito tempo sem sucesso mas dai desisti agora que reinstalei o ubuntu vou tentar de novo é se você tiver tempo pra fazer um tutorial desses só que para o firefox os seria o maximo, ou melhor o edifício de construção do firefox os … até mais sua linda espero resposta …

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>